anonymouspt

Pesquisas => Telecomunicações e Comunicações Electrónicas => Topic started by: SallyVespa on March 25, 2013, 08:06:48 pm


Title: Governo não cumpre norma europeia e adia centro de cibersegurança para 2016
Post by: SallyVespa on March 25, 2013, 08:06:48 pm
"O CERT.pt foi criado e gerido por uma fundação com fins privados e legalmente não pode ser reconhecido como representante do Estado Português tanto a nível nacional como a nível internacional – ainda que, na prática, empresas e ministérios portugueses, e a própria Agência da Rede Europeia de Segurança e Informação (conhecida pela sigla ENISA) considerem que a unidade de cibersegurança alojada na FCCN é o interlocutor a que devem recorrer sempre que se trata de analisar possíveis ameaças e vulnerabilidades de cibersegurança. (...)
 Em abril de 2012, o Governo deu provas de querer criar um centro de combate a hackers e ciberespiões – e aprovou mesmo uma resolução de conselho de ministros  que atribui à Autoridade Nacional de Segurança (ANS) a responsabilidade de definir o modo de funcionamento do futuro Centro Nacional de Cbersegurança. (...)
O mesmo especialista, que tem acompanhado de perto todo o processo, não hesita em chumbar a capacidade operacional de Portugal no que toca à cibersegurança. «É verdade que existe o CERT.pt, mas não temos (Portugal) uma verdadeira unidade operacional. O CERT.pt funciona essencialmente como um centro de respostas a incidentes», garante. Num cenário de ciberguerra, com ataques de grande escala, a questão já será diferente, como recorda a mesma fonte: «Nesse caso, Portugal teria de solicitar a ajuda à NATO, para que pudesse enviar uma equipa de intervenção rápida». "

Notícia de Exame Informática - Ver aqui: http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2013/01/09/governo-nao-cumpre-norma-europeia-e-adia-centro-de-ciberseguranca-para-2016 (http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2013/01/09/governo-nao-cumpre-norma-europeia-e-adia-centro-de-ciberseguranca-para-2016)